domingo, 28 de agosto de 2011

Tema de redação 7


Tema de redação 7


Pesquisa global: Brasil tem imagem positiva no exterior

Jornal do Brasil

DA REDAÇÃO – Uma pesquisa realizada em 28 países revelou que a imagem do Brasil é positiva no mundo. Em média, 41% dos entrevistados consideram o Brasil uma influência positiva, enquanto 23% consideram a influência do país negativa. Para moradores de 22 países que também participaram da enquete em 2009, a avaliação positiva caiu 3 pontos percentuais (de 45% para 42%), mas a negativa permaneceu no mesmo patamar (23%).

As informações são da BBC Brasil. A pesquisa, feita pelo Serviço Mundial da BBC e conduzida pela GlobeScan/PIPA, ouviu 29.997 pessoas – pessoalmente ou por telefone – entre novembro do ano passado e fevereiro deste ano.

Os responsáveis pelo estudo pediram aos entrevistados que respondessem se consideram a influência de 17 países do mundo, entre eles o Brasil, positiva ou negativa. Desde 2005, a BBC realiza a pesquisa.

A imagem do Brasil foi vista como positiva pelos entrevistados brasileiros (84%) e chilenos (77%). No México, 59% dos entrevistados enxergam o Brasil como uma influência positiva, bem como 55% na América Central. As impressões sobre o Brasil também são positivas entre países asiáticos, como a China (55%), Coréia do Sul (51%), as Filipinas (47%) e a Tailândia (44%). Em Portugal, 51% dos entrevistados também veem o Brasil como influência positiva.

A imagem positiva do Brasil também aumentou entre os países europeus. No Reino Unido, as percepções negativas caíram 15 pontos percentuais (agora em 20%) e os britânicos agora tendem a ver o país de forma positiva (35%), enquanto antes se encontravam divididos.

A reação dos alemães mudou de negativa para dividida, depois que o número de entrevistados que consideram o Brasil uma influência positiva aumentou em seis pontos percentuais. Na França, a atitude positiva aumentou oito pontos percentuais, para 50%.

Mas a imagem do Brasil piorou entre os entrevistados da Índia e do Egito. No Egito, a avaliação positiva caiu 15 pontos percentuais, chegando a apenas 18% dos entrevistados. O país com o menor índice de avaliação positiva do Brasil foi o Paquistão, com apenas 13%.

Os entrevistados da Índia deixaram de avaliar o país favoravelmente, e agora se apresentam divididos, com a imagem negativa aumentando oito pontos percentuais (atualmente em 23%).

A imagem positiva do Brasil também caiu na China (de 65% para 55%), em Gana (de 50% para 41%), na Itália (de 49% para 40%), no Canadá (de 46% para 38%) e na Nigéria (de 47% para 38%).

A Alemanha é de maior influência positiva (59%) e o Irã com menos positivo, com apenas 15% dos entrevistados.



Situação política atual no Brasil

É impressionante como as pessoas, de todos os níveis, perguntam e comentam sobre a situação política do momento, no Brasil. Há certa desorientação e inquietação generalizada. Quem está certo? Quem está dizendo verdades? Quem está se aproveitando da situação? Quem está, descaradamente, mentindo? No que vai dar tudo isso que está sendo dito e mostrado? As pessoas estão perplexas. Permitimo-nos aqui, neste espaço absolutamente livre e democrático, sem promessas nem esperanças de sacolões e mensalões, malas e malinhas, expor algumas idéias.idéias contrutivas que vai ajudar a voce ter o pensamento mais perplexo na area politica e ficar mais atento aos falsos politicos:

1 - Primeira observação: a democracia dita representativa está tremendamente em crise e não é nada representativa, nem mesmo estatisticamente. Tanto em nível municipal, estadual como federal ela é uma aberração. Os que estão exercendo o poder Legislativo representam um número muito pequeno de eleitores. Basta um exercício elementar de estatística, somando os votos dos que são vereadores ou deputados hoje “legítimos representantes”, e veremos que essa soma de votos não alcança, em nenhum município ou Estado, os votos de 30% dos eleitores. Que representatividade é essa? São representantes de pequenos grupos de interesse e de pressão. E que, efetiva, garantida e eficazmente cobram ações dos eleitos para que seus interesses sejam plenamente atendidos.

2 – Qualificação dos eleitos: para ocupar qualquer cargo em empresas, escolas, associações, igrejas etc., exige-se a comprovação de habilitação e qualificação, quando não também experiência. Para o exercício e ocupação de um cargo político nada disso é exigido. Qualquer um acha-se habilitado e qualificado. E concorre, usando dos meios de que dispõe: dinheiro, influência, mentira, calúnia, sabotagem, boicote, pressão, infidelidade, promessas mirabolescas, enganos etc. (...)

Então, se hoje alguém se pergunta: por que a situação política está tão caótica, atrapalhada e desorientada, certamente, não é culpa da população. Essa sabe muito bem quais são suas necessidades prementes e urgentes. Mas sabe também que não é escutada. Conseguiram cortar a garganta da população!

Mas, aos poucos, a indignação começa a tomar corpo. E, não fiquemos admirados e surpresos!, se amanhã clamarmos por militares e sua força no governo e nas ruas!



Após a leitura dos textos escreva uma dissertação discutindo a relação entre situação política e imagem do Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário